Desde 2000
Todas as manhãs informando o operador do direito
28
JUL

Bebê brasileiro viaja aos EUA para transplante pago pelo governo federal

O bebê Davi Miguel Gama, de 1 ano, viaja nesta terça-feira (28) aos Estados Unidos, onde passará por um transplante de intestino. A viagem acontece após decisão favorável da Justiça Federal ao menino, que obriga a União a pagar a cirurgia e o tratamento no Jackson Memorial Hospital, em Miami. A disputa começou em agosto de 2014.

Sem condições de arcar com o tratamento oferecido no exterior, a família também promoveu uma campanha para arrecadar fundos e pagar o procedimento estimado em US$ 1 milhão. Do total arrecadado, R$ 1,5 milhão, 70% serão destinados a outras despesas.

 “Estamos muito ansiosos, mas também muito felizes. São muitas emoções misturadas, mas temos fé que vai dar tudo certo e que o momento dele viajar é agora”, diz a mãe da criança, Dinea Gama.

Batalha
O menino nascido em Franca (SP) sofre de um mal chamado doença da inclusão das microvilosidades intestinais, conhecida com "diarreia intratável". A alimentação é feita por meio de nutrição parenteral – com nutrientes e vitaminas introduzidos no organismo por cateter.

Após o diagnóstico em 2014, Davi Miguel passou a ser acompanhado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do Hospital Regional em Franca, e posteriormente, por decisão judicial, foi transferido para o Hospital Samaritano em São Paulo.

 A decisão da Justiça que obriga a União a arcar com os custos do tratamento ocorreu quase um ano após a abertura do processo. O visto de permanência nos EUA foi concedido no final de junho e, desde então, a família aguardava a autorização do hospital em Miami para fazer a transferência do bebê.

O transporte da mãe e da criança será feito em uma UTI aérea, disponibilizada pelo Ministério da Saúde, que sairá do Aeroporto de Guarulhos (SP) às 5h desta terça-feira. A previsão, segundo Dinea, é que eles cheguem a Miami às 16h.

De acordo a advogada da família, Angélica Pires Martori, eles serão encaminhados diretamente para o hospital, onde devem permanecer até que seja estabelecida uma residência para a família na cidade.

 Ainda segundo Angélica, o bebê não teve a data do transplante marcada, porque só agora entrará oficialmente na lista de espera por um órgão compatível.

No domingo (26), Dinea usou o perfil da campanha no Facebook para agradecer o apoio das pessoas durante os meses de espera da família. “Obrigada por cada oração, forças positivas que foram enviadas. Foram muitos choros até aqui, mas sempre sem perder a fé e a esperança, sei que virão outras dificuldades, mas com Deus em nossa frente todas serão vencidas.Precisamos muito de todos vocês com suas orações pra que o Davi vença a todas elas com bravura como sempre fez”, escreveu.

O pai de Davi Miguel, Jesimar Gama, disse que ele e o filho mais velho devem viajar aos Estados Unidos no próximo mês. O dinheiro das passagens deverá ser liberado pela Justiça, que, desde o início de julho, administra tanto os pagamentos realizados pela União quanto as três contas bancárias da família, nas quais estão depositadas as doações.

Fonte: Amanda Pioli - G1

Últimas Notícias