Desde 2000
Todas as manhãs informando o operador do direito
ADVOGADOS CORRESPONDENTES
04
Set

Homem esfaqueia ex-esposa e advogado dela por causa de medida protetiva imposta pela Justiça e foge

Um advogado e uma cliente dele foram esfaqueados pelo ex-companheiro da mulher, em Carpina, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. Segundo a Polícia Civil, o crime foi praticado por causa de uma medida protetiva imposta pela Justiça para impedir que o homem se aproximasse da ex-esposa.

O caso ocorreu na quinta (1º) e foi divulgado nesta sexta (2), por meio de nota. A Polícia Civil trata o crime como lesão corporal por violência doméstica/familiar.

O advogado Alceu Pinto de Souza e a cliente dele, Maria da Conceição Coutinho, foram levados para uma unidade de saúde em Carpina, segundo a polícia. Eles tiveram perfurações “produzidas por arma branca”. Responsável pelo crime, Manoel da Silva fugiu.

Em entrevista ao g1, nesta sexta (2), Alceu Pinto afirmou que tudo aconteceu durante o cumprimento de uma ordem da Vara Criminal de Carpina para que Manoel deixasse a casa de Conceição.

“O delegado pediu a presença da polícia para tirar ele de casa. Eu não fui e optei por ficar na delegacia. Os agentes foram atrás e encontraram ele em casa”, afirmou.

Alceu disse, ainda, que Manoel não se conformou com a determinação judicial e exigiu ser levado para a delegacia. “Lá, ele encontrou com a gente. Eu estava esperando com o delegado, que explicou a medida preventiva para ele”, afirmou.

Ainda segundo o advogado, Manoel disse que não sairia de casa, mas foi convencido pelo delegado. No entanto, pediu para tirar os objetos que estavam na residência.

“Ele deu as chaves para o delegado e pediu para que a gente tirasse as coisas e colocasse na calçada, na frente do imóvel. A gente foi para lá e, quando estava abrindo o portão, ele chegou”, contou.

O homem, segundo o advogado, chegou dizendo que ia entrar e insistiu para tirar os documentos da casa.

“Eu abri a casa e deixei ele entrar. Disse que havia a medida protetiva e que havia o risco de ele desrespeitar, mas ele chegou dizendo que ia matar eu e a ex-mulher dele”, lembrou.

Em seguida, o homem deu uma facada no advogado, atingindo os dedos de uma mão. “Depois, ele deu outra facada e pegou na calça. Dei um pontapé nele e caí para trás. Machuquei o ombro e o braço”, afirmou Alceu.

Depois de ferir o advogado, Manoel partiu para cima da ex-mulher, segundo o dvogado. “Ele correu atrás dela e deu quatro facadas na altura do pescoço dela. Graça as Deus, a gente não morreu. Ele tentou matar a gente”, afirmou.

Alceu disse que vai ficar mais de 30 dias sem trabalhar e espera que o homem seja preso. “Vou provar para a polícia e Justiça que isso foi uma tentativa dupla de homicídio”, declarou.

G1-PE

Últimas Notícias